ISO 150001 – Sistemas de Gestão de Energia

Se nada for feito para reduzir as emissões de CO2, estas poderão duplicar até 2050. As Nações Unidas estimam os prejuízos causados pelas alterações climáticas poderão situar-se entre 50 e 170 biliões de USD por volta do ano 2030. A aposta nas fontes de energia que implicam menos emissões e nas medidas de eficiência energética são, por isso, prioridades transversais a todos os sectores de actividade, partilhadas por estados, empresas e cidadãos.
A normalização internacional, em que se destaca a ISO, tem um papel a desempenhar na promoção da eficiência energética, através dos trabalhos desenvolvidos pelos seus vários Comités Técnicos, em áreas tão diversas com os automóveis, os edifícios e os variados tipos de equipamentos industriais. Por outro lado, e a par da normalização da terminologia sobre energia e da definição sobre a "pegada energética" (a futura norma ISO 14067), está em curso um novo sistema de normas sobre Sistemas de Gestão de Energia – ISO 150001, que vai certamente assumir um papel tão importante na vida das empresas como as normas ISO 9000 (Sistemas de Gestão da Qualidade) e ISO 14000 (Sistema de Gestão Ambiental). A gestão da energia, orientada para a procura de soluções mais eficientes é um imperativo de primeira ordem não só do ponto de vista económico, mas também dos pontos de vista social e ambiental.
As normas ISO 9000 e ISO 14000 tiveram sucesso na sua implementação e continuam a influenciar as organizações no sentido da procura de melhorias. A ISO está agora apostada em obter resultados pelo menos comparáveis com o novo sistema de normas ISO 150001. Vários países e espaços económicos criaram normas específicas para a gestão da energia. É o caso da China, da Irlanda, da Coreia, dos EUA e da União Europeia (EN 16001 – Energy Management Systems). A ISO considera esta área como uma das cinco prioridades de desenvolvimento da normalização internacional. LEIA MAIS

Anúncios

Nova ferramenta para avaliação de riscos

A Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho (EU-OSHA) anunciou o lançamento do projecto OiRA (avaliação de riscos interactiva online), com o objectivo de desenvolver uma ferramenta web de avaliação de riscos para a saúde e segurança dos trabalhadores. A ferramenta poderá ser utilizada on line, de forma totalmente gratuita, pela generalidade das micro e pequenas empresas europeias. Os estados membros da União Europeia têm legislação que obriga as empresas a proceder à avaliação de riscos para a saúde e segurança, mas essas regras são difíceis de cumprir por várias razões: falta de conhecimentos técnicos, indefinição de critérios, morosidade e custo das avaliações, etc.. A criação de uma ferramenta web de avaliação de riscos visa eliminar essas barreiras e aumentar os níveis de segurança nas empresas. A ferramenta toreará a avaliação mais fácil a rápida, mas não menos rigorosa.
Segundo as estatísticas da OSHA, ocorrem anualmente na UE-27 168 mil mortes, 7 milhões de acidentes e 20 milhões de casos de doença relacionados com o trabalho. O projecto OiRA envolve a colaboração de parceiros sociais e sectoriais que irão contribuir com informação detalhada e ferramentas sectoriais específicas. A ideia de criar ferramentas web tem vindo a ser testada em vários estados membros. Os projectos OiRA foram lançados em Chipre, Bélgica e França para testar o modelo de desenvolvimento e de distribuição, tendo sido abrangidos sectores como o dos cabeleireiros ou o dos transportes. Também se teve em conta a experiência da Holanda, que tem uma ferramenta on line que já registou 1,6 milhões de visitas e 5 mil downloads por mês (num país com cerca de 800 mil empresas).
Para mais informação CLICAR AQUI.

Choque, vibração e monitorização de condição

image A ISO (Organização Internacional de Normalização) organizou uma compilação de normas ISO sobre Vibração Mecânica, Choque e Monitorização de Condição. Disponível em CD-ROM, a compilação inclui 202 normas, incluindo máquinas, veículos e estruturas tais como pontes e edifícios, abrangendo todas as normas do Comité Técnico ISO/TC 108. Para mais informação, CLICAR AQUI.

%d bloggers like this: