Feira de Máquinas Usadas

 

A ReTEC – Feira Profissional Líder para Máquinas usadas e Equipamentos realizar-se-á de 25 a 27 de abril 2017 em Augsburg na Alemanha, com a presença de 300 expositores. A oferta inclui máquinas e equipamentos usados para construção, veículos comerciais, robótica, processamento metais, madeira e plásticos, bem como ferramentas e acessórios. A feira inclui ainda serviços de retrofitting, desmontagem e remontagem e ainda transporte para máquinas usadas. Para mais informação, contactar a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã.

Anúncios

SUBCONTRATACIÓN em Bilbau

Subcontratacion copyNos dias 6 a 8 de junho, realizam-se em Bilbau 6 feiras especializadas: SUBCONTRATACIÓN (processos e equipamentos para fabricação), MAINTENANCE (manutenção), PUMPS & VALVES (sistemas de bombas, válvulas e equipamento para processos industriais), FERROFORMA (ferragens, bricolage e fornecimentos industriais), ADDIT3D (fabricação aditiva e 3D) e FILMAQ (maquinaria de ocasião).

As inscrições na feira SUBCONTRATACIÓN refletem a melhoria da situação económica: 30% dos expositores inscreveram-se pela primeira vez e a participação de empresas não espanholas é de 11%. As empresas de subcontratação representam 83% dos expositores e os restantes 17% são fornecedores de equipamentos. A feira contará este ano com uma área temática especial dedicada ao tratamento de superfícies.
Em paralelo com a feira, decorre o Encontro Europeu de Subcontratação, organizado bilbao copypela Câmara de Comércio de Barcelona para promover encontros de negócios.  O dia 6 será dedicado aos setores ferroviário, siderúrgico, energético, elétrico-eletrónico e de maquinaria. O dia 7 será dedicado exclusivamente à área da automação e o terceiro dia será dedicado aos setores aeronáutico e de fabricação aditiva. A organização prevê a participação de cerca de 100 empresas europeias.

por-banner-468x200

EMAF cresce 35%

A EMAF Feira Internacional de Máquinas, Equipamentos e Serviços para a Indústria, tem 412 empresas inscritas para a sua 16ª edição. A Exponor espera ter um dos melhores certames dos últimos anos. O crescimento em relação à edição de 2014 (a feira é bienal) é na ordem dos 35% prevendo-se também um aumento significativo do número e qualidade dos visitantes.

Nesta EMAF, que se realiza na Exponor, de 23 a 26 de novembro, os players da indústria portuguesa podem encontrar soluções e novidades que dão resposta às suas necessidades de modernização e ganhos de eficiência. A feira torna-se também mais interessante para as empresas exportadoras, com a visita de empresários oriundos de países como Espanha, França, Irlanda, Alemanha, Suíça, Itália, República Checa, Hungria, Turquia, Angola, África do Sul, Estados Unidos da América e Brasil.image

Em 2016 , Emaf e Fimap irão ocupar os 6 pavilhões e galerias da Exponor, numa área Bruta de 35.000 m2 e prevemos que irão passar cerca de 40.000 visitantes

Uma vez mais, a EMAF realiza-se simultaneamente com a 19ª FIMAP – Feira Internacional de Máquinas, Acessórios e Serviços para a Indústria da Madeira, numa fórmula que os anos têm vindo a coroar de sucesso. A realização contígua destes dois eventos especializados permite apresentar soluções para toda a cadeia de valor industrial.

Destaque, também, para a realização de vários seminários técnicos e fóruns de debate, onde as «Jornadas de Manutenção Industrial» são um palco privilegiado para a divulgação e troca de conhecimentos entre profissionais da manutenção e académicos. «Evolução do Outsourcing», «Segurança em Manutenção», «Eficiência Energética» ou «Gestão de Ativos» são alguns dos outros temas em debate.

.

Uma edição cheia de novidades!

Está em distribuição a REVIPROJECT 188, cheia de novidades técnicas. Nas notícias de abertura, o destaque vai para o conjunto das feiras GIFA, METEC, THERMPROCESS e NEWCAST, que se realizam em Dusseldorf (Alemanha), formando o The Bright World of Metals, a maior plataforma de negócios a nível mundial para o sector da metalurgia e metalomecânica. 5 empresas portuguesas marcam presença neste grande evento.image

No capítulo da AUTOMAÇÃO, entre outras novidades, a REVIPROJECT destaca as novidades apresentadas pela SIEMENS na Feira de Hanover, que representam avanços nas tendências de digitalização e Indústria 4.0.

Nas páginas dedicadas a ACCIONAMENTOS, a REVIPROJECT destaca os desenvolvimentos recentes das marcas SEW-EURODRIVE,SIEMENS, NORD, INVERTEK, WEG e EMERSON.

Os novos robôs leves e “de mesa” são o destaque da secção de ROBÓTICA. As routers sem fios, as interfaces Ethernet e os conversores de protocolos preenchem a secção LIGAÇÃO. Por seu turno, as páginas dedicadas à DETECÇÃO E MEDIDA trazem informação sobre contadores de partículas, contadores de água por ultrassons e sobre sensores LED. Os novos sensores laser com conectividade Ethernet são uma das recentes novidades da OMRON.

Na secção SOFTWARE, esta edição destaca o EPLAN 2.5 e a nova ferramenta de gestão de energia da SISTRADE.

A REVIPROJECT 188 inclui ainda páginas sobre VISÃO (novidades INFAIMON), SEGURANÇA (sensores OMRON), MÁQUINAS e MATERIAIS.

Esta edição foi disponibilizada em três formatos: edição impressa, edição digital em pdf (com hiperligações activas para páginas, documentos e vídeos) e ainda uma edição consultável on line. Desta vez, antecipamos o acesso a esta edição. Basta CLICAR PARA VER! Aproveite esta oportunidade, habitualmente só disponível para assinantes

EMAF em contagem decrescente

imageA próxima EMAF terá lugar nos dias 19 a 22 de Novembro, na EXPONOR e cabe-lhe confirmar a ambição de ser a principal feira industrial do país. Embora o nome esteja historicamente ligado às máquinas-ferramentas, a EMAF é uma combinação de feiras temáticas e que resulta uma exposição diversificada transversal a todos os sectores industriais.
Com três décadas de realização, a EMAF ganha importância no contexto actual em que os responsáveis políticos voltam a falar da indústria como uma prioridade, na sequência de duas décadas de desindustrialização. Segundo a EXPONOR, a EMAF 2012 recebeu 36 mil visitantes. A organização e os expositores têm expectativas altas quanto a visitantes estrangeiros, aspecto particularmente importante para as empresas exportadoras. Na base destas expectativas estão os contactos e parcerias com representantes de mercados como a Espanha, o Reino Unido, Brasil, Polónia, Turquia, Bélgica, Alemanha ou Itália, entre outros, que chegam até à feira através de convite da organização.
Para uma grande parte dos expositores, sejam eles fabricantes nacionais ou filiais ou representantes de fabricantes estrangeiros, a EMAF é uma importante plataforma de encontro com o mercado nacional.
As decisões de compra de novos equipamentos são mais criteriosas, quer pelas dificuldades da banca em dar resposta às necessidades de investimento, quer pela atitude defensiva das empresas quanto a novos investimentos. Mesmo assim, a EMAF terá provavelmente um efeito dinamizador de negócios.
A organização desta EMAF introduziu algumas novidades, como um conjunto de eventos altamente especializados, o IBS – Segurança, Ambiente, Qualidade e Soluções Empresariais, com as últimas novidades nestas áreas, que cobrem toda a cadeia de produção e distribuição, das componentes às soluções.

EMAF e FIMAP juntam forças

A EMAF – Feira Internacional de Máquinas, Equipamentos e Serviços para a Indústria (14.ª edição) e a FIMAP – Feira Internacional de Máquinas para Trabalhar Madeira (17.ª edição) vão decorrer em simultâneo nos dias 21 a 24 de Novembro, na EXPONOR.
A indústria da metalurgia e metalomecânica representará no final deste ano, segundo a previsão da AIMMAP (Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal) um volume de negócios na ordem dos 26 mil milhões de euros, dos quais cerca de metade diz respeito a exportações (34% de toda a industria transformadora). O sector é responsável por um Valor Acrescentado Bruto de cerca de 6,1 mil milhões de euros e 218 mil empregos (28% da indústria transformadora).
A esta dimensão acresce a da fileira da madeira e do mobiliário, um sector com 260 mil postos de trabalho directos e indirectos (5 %do emprego industrial) e responsável por mais 1,1 mil milhões de euros em exportações (10 % das exportações nacionais). De acordo com os dados da AIMMP (Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal), este sector representa cerca de 4% do PIB português, 14% do PIB industrial e 5% do VAB total.
A conjugação das duas "audiências" deverá fazer o subir o número de visitantes da EMAF/FIMAP, com efeitos positivos para os expositores.

%d bloggers like this: