Como se define e avalia o “sucesso” de um Sistema de Gestão de Linhas de Embalagem?

Para as empresas que operam na indústria de Alimentos e Bebidas, a decisão sobre se um investimento num Sistema de Gestão de Linhas foi bem sucedido baseia-se na rapidez com que o sistema se pagou a si próprio e em quanto é que contribui actualmente para o resultado final.

Há outros factores que também têm um papel a desempenhar: o projecto foi produzido rapidamente e de acordo com o planeado? Suporta processos de melhoramento contínuo do processo principal? O sistema está adaptado para satisfazer as necessidades particulares e individuais da empresa? A capacidade de adaptação do sistema aos requisitos específicos da empresa contribui para o retorno do investimento (ROI) uma vez que melhora a aceitação interna e valoriza os benefícios do sistema.
O resultado final é: pagou-se a si próprio? Está agora a ajudar-nos a reduzir os custos e a maximizar os lucros?

image Um Sistema de Gestão de Linhas de Embalagem (PLMS) é um sistema destinado a gerir a operação de linhas de enchimento e embalagem, independentemente de tais linhas se dedicarem à embalagem de alimentos sólidos ou líquidos ou ao engarrafamento de bebidas. Um PLMS inclui informações sobre automatização e gestão num único sistema concebido para suportar a gestão operacional da linha de embalagem e ser uma ferramenta-chave na produção de melhoramentos contínuos. Um requisito básico embora importante do PLMS é a conectividade com todas as máquinas e equipamento auxiliar que constituem a linha de embalagem, a fim de adquirir dados de produção e gerir centralmente os parâmetros de produção. É por isso que, para a implementação bem sucedida de um PLMS, a solução de software no seu cerne deve ter a capacidade para comunicar fácil e rapidamente com todos os dispositivos diferentes existentes na linha.

O sucesso dos sistemas de automatização, como o Sistema de Gestão de Linhas de Embalagem, depende em grande parte da tecnologia de software subjacente escolhida. Conceitos sofisticados como a “parametrização em vez de imageprogramação” e a “Engenharia Automática” produzem vantagens significativas – para que o sucesso seja ainda maior. Este sucesso aumenta exponencialmente durante o lançamento de um projecto.

 O tema é explorado no texto “Como é que a Engenharia Automática produz um sucesso exponencial.
Uma aplicação para gestão de linhas na embalagem de Alimentos e Bebidas”. CLICAR NA IMAGEM PARA OBTER O TEXTO.

Mais informações sobre o software zenon e a COPA-DATA.

Anúncios

COPA-DATA apresenta o zenon 6.51

Maior facilidade de utilização, mais desempenho

image A empresa europeia de automatização COPA-DATA apresenta uma nova versão do seu software zenon para HMI/SCADA no Outono. No final de Setembro ocorre o lançamento do zenon 6.51. Os utilizadores beneficiam de possibilidades de comunicação adicionais, uma facilidade de utilização melhorada, engenharia eficiente e maior potência.

Com a mais recente edição do zenon é agora mais fácil acoplar processos directamente com o mundo comercial. A interface SAP integrada no zenon possibilita um intercâmbio de dados bidireccional entre o zenon e o ERP do SAP. Com a ajuda de assistentes os utilizadores podem ligar, a partir de agora, as suas variáveis de processo a qualquer componente funcional no ERP do SAP. Assim, a interface abre caminho para um fabrico e entrega adequado às necessidades. CLICAR AQUI PARA MAIS DETALHES SOBRE ESTA VERSÃO

Automatização: Máscaras que melhoram a segurança e a capacidade de utilização

A COPA-DATA apresenta a tecnologia zenon Chameleon

Os painéis dos equipamentos de automatização são utilizados em situações muito variadas. A luz, os reflexos, o contraste e a forma como cada pessoa sente as cores são factores que nem sempre são tidos em conta. A dificuldade quando se lêem informações e a falta de clareza de alguns elementos prolongam os tempos de reacção e aumentam a probabilidade de erro. COPA-DATA, a empresa europeia especializada em automatização, incorporou a tecnologia Chameleon no novo zenon 6.50, que a partir de agora poderá ser utilizado com máscaras baseadas em paletas de cores configuráveis e fáceis de modificar. LEIA MAIS

COPA-DATA eleva a automatização a um novo nível

zenon 6.50: um novo marco para o HMI/SCADA

Em Janeiro de 2010, a COPA-DATA, especialista em automatização a nível internacional e sediada na Áustria, iniciou oficialmente a venda da nova versão do seu software HMI/SCADA, zenon. Entre os muitos avanços da Geração 6.50 encontram-se vários melhoramentos gráficos; uma interface do utilizador personalizável; aumento da facilidade de utilização e extras específicos do sector. image

O zenon 6.50 dá opções completamente novas a quem estiver interessado na criação de projectos com concepção por medida. Por exemplo, em resultado da integração completa do Windows Presentation Foundation (WPF), a interface do utilizador pode ser personalizada utilizando ficheiros XAML. Segundo Reinhard Mayr, gestor de produto do zenon: “Pela primeira vez estão disponíveis no zenon objectos animados que podem ser totalmente personalizados. Além de serem agradáveis em termos de aspecto e funcionamento, estes objectos animados são principalmente vantajosos para o aumento da facilidade de utilização do tempo de execução do zenon.”

Para mais informação sobre o zenon 6.50 e a COPA-DATA, CLICAR AQUI.

 

%d bloggers like this: