EURELECTRIC defende o fim dos apoios às energias renováveis

Na sua resposta formal a una consulta pública pela Comissão Europeia, a EURELECTRIC, associação europeia de empresas produtoras e distribuidoras de energia eléctrica, defende a retirada progressiva dos apoios financeiros às energias renováveis. “A EURELECTRIC reconhece que a promoção das renováveis trouxe benefícios em termos de redução das emissões de CO2, de diminuição da dependência dos combustíveis fósseis e do desenvolvimento de novas tecnologias. No entanto, a integração das energias renováveis também está a provocar distorções no funcionamento dos mercados, em particular no que respeita à formação de preços e à operação das fábricas de reserva” – afirma a EURELECTRIC na sua tomada de posição, cujo texto integral pode ser obtido CLICANDO AQUI.

“As decisões de investimento em energias renováveis são tomadas primariamente com base no nível do apoio em vez dos indicadores de preços de mercado” – opina a EURELECTRIC, que defende que uma política europeia da energia menos regulada e mais baseada na liberalização dos preços. Segundo esta associação, a tendência de “alguns Estados membros” para procurar reduzir a sua dependência energética deve dar lugar a uma política mais orientada para a expansão de redes de distribuição.

A EURELECTRIC integra a ELECPOR-Associação Portuguesa das Empresas do Sector Eléctrico, formada pela EDA (Açores), EDP, EEM (Madeira), REN, Tejo Energia e Turbogás.

%d bloggers like this: