Sensores de gases mais económicos e compactos

imageNovos sensores de gases desenvolvidos num projecto europeu permitem criar instrumentos mais baratos e mais compactos, com desempenho igual ou melhor que os actuais instrumentos de laboratório.

A produção de dispositivos super-sensíveis e portáteis tornou-se possível graças a um sensor de gases foto-acústico com partes inovadores tais como um interferómetro e uma consola MEMS. Enquanto os sensores actuais de alta sensitividade necessitam de fonte de iluminação infra-vermelha laser, os novos LEDs IR são suficientes para medir mesmo concentrações de gás muito pequenas, com instrumentos portáteis de custo mais baixos.

 

Estes novos dispositivos de medida portáteis podem ser usadas para detectar gases no ambiente Existe todo um leque de aplicações potenciais para esta tecnologia, desde a área da saúde até à área da monitorização ambiental, passando pela segurança residencial e laboral.

O projecto MINIGAS teve um orçamento total de 2,6 milhões de euros, foi financiado pela União Europeia e coordenado pelo centro de investigação VTT (Finlândia). Envolveu a construção de dois protótipos, um dos quais para detectar concentrações extremamente baixas de metano no ar e outro para medição de dióxido de carbono e vapor de água em sistemas de monitorização de gases com efeito de estufa. O desempenho dos dispositivos portáteis revelou-se similar ao dos actuais instrumentos de laboratório.

Várias empresas fabricantes estão a preparar-se para iniciar a produção de instrumentos baseados nesta tecnologia. A mais avançada é a Gasera (Finlândia), que espera colocar os novos produtos no mercado dentro de três anos. Empresas fabricantes de instrumentos de medida como a Selex (Itália) e a Dräger (Alemanha), bem como a empresa de desenvolvimento e fabrico de componentes IoffeLED (Rússia) estão igualmente a planear a utilização e desenvolvimento de partes desta nova tecnologia para novos produtos.

Para além do centro de investigação VTT, o projecto MINIGAS contou com a participação das empresas acima mencionadas e ainda da Doble Transinor e da Universidade de Turku. Para mais informação CLICAR AQUI.

%d bloggers like this: