Estado vendeu participação na REN

Pela primeira vez, a empresa que detém a rede nacional de transporte de energia eléctrica(concessão por 50 anos a partir de 2007) e a rede nacional de transporte de gás natural (concessão por 40 anos, a partir de 2006) passou a ser controlada por investidores estrangeiros. O Estado Português, através da Parpública, vendeu 40% do capital social da REN à State Grid (China) e à Oman Oil. A venda, por 592 milhões de euros, foi precedida de uma alteração estatutária que permite que um accionista tenha mais de 25% dos direitos de voto. O Estado ficou com uma participação de 9,9% através da Parpública e 1,1% através da Caixa Geral de Depósitos. Para além do Estado, os únicos accionistas portugueses com participações significativas são a EGF-GCF (grupo Logoplaste) e a Gestmin (Manuel Champalimaud).

State Grid: 25%
Oman Oil (Mazoon): 15%
Estado Português (Parpública): 9,9%
Logoplaste (EGF-GCF): 8,4%
Gestmin: 5,8%
Oliren: 5%
EDP: 5%
Red Eléctrica: 5%
Columbia Wanger: 2,0%
Caixa Geral de Depósitos: 1,1%

%d bloggers like this: