Logística mais eficiente e limpa com pilha de combustível

image Empilhadores a gás ou gasóleo não são a melhor ideia para operação interior. Os empilhadores eléctricos também têm as suas desvantagens. Muitos utilizadores têm duas ou mesmo três baterias por cada empilhador (uma em serviço, outra a carregar, outra a arrefecer). Com a chegada a tecnologia da pilha de combustível, estes problemas desaparecem. A energia está disponível em contínuo, sem quebras de rendimento e com um mínimo de pausas. A fuel cell carrega-se em 60 a 180 segundos. E os únicos subprodutos que emite são água e calor.

Em Outubro de 2010, a BMW adquiriu à Plug Power (Latham, NY, EUA) 86 pilhas de combustível GenDrive™ para os empilhadores Raymond e Crown da nova linha de montagem de Greer (Carolina do Sul, EUA). Exemplos como este estão a repetir-se em várias indústrias e em vários países.  No dia 23 de Maio de 2012, a Procter & Gamble (Cincinnati) anunciou que vai converter os empilhadores em uso em três das suas fábricas (Louisiana, Carolina Norte e Califórnia) para a pilha de combustível. A P&G está a estudar a mesma conversão noutras fábricas, por razões ambientais e também por razões de eficiência.
image Em Fevereiro de 2012, a Coca-Cola também aderiu aos empilhadores com fuel cell, com a compra de alguns dezenas de unidades para a fábrica de San Leandro, Califórnia. Justificou a opção com a redução das emissões e do impacte ambiental, com o aumento da produtividade em 15% e a redução de custos de 30%.

O combustível utilizado nestes sistemas é o hidrogénio, e os produtores, como a Linde e a Air Liquide estão atentos e envolvidos neste mercado que se abre um pouco por todo o lado. A Air Liquide formou uma joint venture com a Plug Power, a HyPulsion, para desenvolver a implantação dos empilhadores com GenDrive na Europa. O primeiro contrato da HyPulsion foi assinado com a IKEA, que quer converter todas as operações do sul da França para a pilha de combustível. O projecto deverá ser concretizado em 2013.

%d bloggers like this: