Repsol em paragem de manutenção

A Repsol iniciou no dia 2 de Maio o período de paragem plurianual de manutenção do Complexo Petroquímico de Sines. A paragem terá a duração de 35 dias e envolve mais de 1500 pessoas, 70 empresas e um investimento global de 35 milhões de euros. Para além das inspecções regulamentares e dos trabalhos de manutenção, a Repsol está a efectuar melhorias na eficiência energética, na redução da emissões e na segurança do Complexo Petroquímico de Sines.clip_image002
Os investimentos mais significativos dizem respeito à remodelação de uma fornalha na fábrica de etileno, à substituição de permutadores de recuperação de condensados de vapor, à instalação de tubagens que permitam instalações mais eficientes, ao aumento da capacidade de gás natural (em substituição do fuelóleo nas cadeiras de vapor), e à substituição da radiação e convecção de fornalhas.
Na área da segurança destaca-se a revisão geral e substituição de componentes dos sistemas dos três fachos, a instalação de novos sistemas avançados de controlo, a instalação de válvulas de tecnologia avançada para controlo de inventário dentro das unidades, a melhoria dos sistemas de combate a incêndio e a actualização do quadro de distribuição eléctrica de média tensão (30 Kilovolts).

%d bloggers like this: