Como se define e avalia o “sucesso” de um Sistema de Gestão de Linhas de Embalagem?

Para as empresas que operam na indústria de Alimentos e Bebidas, a decisão sobre se um investimento num Sistema de Gestão de Linhas foi bem sucedido baseia-se na rapidez com que o sistema se pagou a si próprio e em quanto é que contribui actualmente para o resultado final.

Há outros factores que também têm um papel a desempenhar: o projecto foi produzido rapidamente e de acordo com o planeado? Suporta processos de melhoramento contínuo do processo principal? O sistema está adaptado para satisfazer as necessidades particulares e individuais da empresa? A capacidade de adaptação do sistema aos requisitos específicos da empresa contribui para o retorno do investimento (ROI) uma vez que melhora a aceitação interna e valoriza os benefícios do sistema.
O resultado final é: pagou-se a si próprio? Está agora a ajudar-nos a reduzir os custos e a maximizar os lucros?

image Um Sistema de Gestão de Linhas de Embalagem (PLMS) é um sistema destinado a gerir a operação de linhas de enchimento e embalagem, independentemente de tais linhas se dedicarem à embalagem de alimentos sólidos ou líquidos ou ao engarrafamento de bebidas. Um PLMS inclui informações sobre automatização e gestão num único sistema concebido para suportar a gestão operacional da linha de embalagem e ser uma ferramenta-chave na produção de melhoramentos contínuos. Um requisito básico embora importante do PLMS é a conectividade com todas as máquinas e equipamento auxiliar que constituem a linha de embalagem, a fim de adquirir dados de produção e gerir centralmente os parâmetros de produção. É por isso que, para a implementação bem sucedida de um PLMS, a solução de software no seu cerne deve ter a capacidade para comunicar fácil e rapidamente com todos os dispositivos diferentes existentes na linha.

O sucesso dos sistemas de automatização, como o Sistema de Gestão de Linhas de Embalagem, depende em grande parte da tecnologia de software subjacente escolhida. Conceitos sofisticados como a “parametrização em vez de imageprogramação” e a “Engenharia Automática” produzem vantagens significativas – para que o sucesso seja ainda maior. Este sucesso aumenta exponencialmente durante o lançamento de um projecto.

 O tema é explorado no texto “Como é que a Engenharia Automática produz um sucesso exponencial.
Uma aplicação para gestão de linhas na embalagem de Alimentos e Bebidas”. CLICAR NA IMAGEM PARA OBTER O TEXTO.

Mais informações sobre o software zenon e a COPA-DATA.

%d bloggers like this: